Qualidade de Vida e Lazer: Qual a relação?

Quer entender qual a relação entre Qualidade de Vida e Lazer?

O lazer é um direito social assegurado pela lei, através do art. 6º da Constituição Federal de 1988, sendo um espaço-tempo gerado a partir das tensões entre o capital e o mundo do trabalho, se tornando uma fuga das atividades de caráter obrigatório para atividades de cunho desinteressado, ou seja, não necessitando de um espaço específico, tempo para iniciar e encerrar e possibilitando a autonomia do indivíduo em uma livre escolha.
Ele é visto por diversos e importantes estudiosos como Joffre Dumazedier, Fernando Mascarenhas e Nelson Carvalho Marcellino, como um fenômeno capaz de gerar transformação social a partir de tempo e espaço que possibilitam agregar valores para mudanças sociais e culturais, sendo também um facilitador de saúde e qualidade de vida.
As atividades de lazer são vinculadas aos gostos pessoais, sendo necessário considerar o interesse individual ou coletivo de uma pessoa ou de um grupo, ou seja, são originadas a partir de motivações próprias e intrínsecas. Neste sentido, percebe-se a importância dessa liberdade de escolha, pois entende-se que ela remete a uma autonomia, transformando a atividade escolhida em algo prazeroso. Afinal, esse é o entendimento central do lazer.

Atividades

Dentre as diversas vertentes do lazer, é possível apontar atividades vinculadas aos esportes, dispositivos eletrônicos, música, teatro, leitura, dança, turismo, passeios etc., podendo ocorrer em diversos tipos de ambientes.
Nesse contexto, o ambiente aqui destacado, como os parques e as praças, são constituídos de circunstâncias e condições geradoras de determinadas ações, sendo um meio facilitador para práticas corporais, onde é possível experimentar, apreciar, respeitar e preservar não somente os elementos que a própria natureza nos oferece, mas também aqueles modificados pelo homem, que possibilitam a experimentação do lazer.
Adicionalmente, destaca-se que a satisfação que as atividades vinculadas ao lazer podem proporcionar ao indivíduo, podem promover maiores níveis de satisfação e relaxamento e, a partir disso, entende-se o lazer como um possibilitador e promotor de qualidade de vida.

Benefícios

Dentre os benefícios que o lazer pode fornecer, é possível destacar o combate ao estresse gerado pelo mundo do trabalho, bem como benefícios fisiológicos gerados pelo aumento e melhora da circulação sanguínea, gerando maior homeostase.
Nesse sentido, entende-se a qualidade de vida não somente a partir de um viés físico ou psicológico, mas a partir de diversas esferas como o nível de satisfação vinculado à vida amorosa, familiar, ambiental, social etc., se relacionando, também, à saúde, educação, habitação, poder de compra e demais características de entendimento pessoal e único.
Esses elementos podem ser melhorados e otimizados conforme a percepção individual, a partir da facilitação, acesso e possibilidade de se vivenciar essas atividades em momentos de lazer. Entretanto, ao se reduzir essa vivência, poderá ser gerado uma diminuição da qualidade de vida do trabalhador, que não consegue se desvincular do mundo do trabalho e das tensões por ele geradas.

Silvia Heuer
Fisioterapeuta
Mestre em Educação Física

REFERÊNCIAS PARA LEITURA COMPLEMENTAR

DUMAZEDIER, J. Lazer e cultura popular. 3 ed. São Paulo: Perspectiva. 2001.

MARCELLINO, N. C. O lazer e os espaços na cidade. In: ISAYAMA, H. F. Sobre lazer e política: maneiras de ver, maneiras de fazer. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

MARCELLINO, N. C. Lazer e educação. 8 ed. Campinas: Papirus, 2001.
MASCARENHAS, F. Lazer como Prática da Liberdade: uma proposta educativa para a juventude. 2 ed. Goiânia: UFG, 2003.

Leia mais em: http://sefit.com.br/blog/

Compartilhe esse post

Veja mais

News

Prevenção à Surdez

No último dia 10, foi comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez. Esta data surgiu como símbolo de luta e conscientização sobre

Leia mais >>
Rolar para cima
×